Top

Marca Pessoal Para Advogados De Sucesso

O que faz um cliente escolher por um advogado concorrente de mesma competência técnica? Não existe uma resposta única, mas uma delas é a marca pessoal para advogados. Profissionais que não possuem uma estratégia de construção de branding jurídico estão com menor vantagem competitiva, pode ter certeza.

Veja a seguir as principais considerações sobre a marca pessoal para advogados de sucesso!

Diferença de marca pessoal e marketing pessoal

Inicialmente, para falarmos de marca pessoal para advogados, precisamos compreender a diferença entre o personal branding na advocacia e o marketing pessoal para advogados. São conceitos que fazem parte de um objetivo maior, que é ter mais relevância e autoridade no mercado, mas que não se confundem.

O branding para advogados define estratégias dos profissionais do Direito enquanto marcas para construir algo de valor no mercado e levar ao público uma boa percepção. A marca pessoal para advogados reúne talentos e atributos bons e ruins.

Já o marketing pessoal jurídico são ações práticas em cima das definições do branding jurídico. É, assim, o meio para a construção da marca.

Em palavras simples, o branding para advogados fica no universo das definições importantes para a expressão enquanto marca pessoal, enquanto o marketing planeja e coloca em prática o que foi definido.

Personal Branding na advocacia é permitido

Existe um receio dos profissionais sobre a marca pessoal para advogados. O fato de o Código de Ética e Disciplina da OAB impor aos profissionais alguns limites para o marketing jurídico os leva a crer que não se pode trabalhar o branding jurídico.

No entanto, o personal branding para advogados não é uma publicidade mercantil. Não é colocar o número de telefone em letras garrafais em locais públicos ou ultrapassar os limites postos no Código. A proibição, de maneira geral, é da mercantilização da profissão. Mas é possível fazer publicidade se o objetivo é exclusivamente educacional, ilustrativo e instrutivo.

O marketing pessoal para advogados, desde que pensado dentro do caráter informativo da publicidade, com discrição e sobriedade, é possível. O personal branding para advogados é, certamente, permitido, porque antecede a publicidade.

Pontos importantes para seu branding jurídico

Um bom plano de marketing pessoal pode fazer com que um profissional se torne referência em seu mercado. Mas é preciso ter muito cuidado com as estratégias de divulgação, pois elas podem aumentar seu consumo ou criar uma percepção negativa do público.

E o que traz assertividade para o marketing pessoal jurídico? Um bom branding jurídico, que é capaz de delimitar qual é o diferencial do profissional e a melhor forma de transparece-lo.

Pensar em marca pessoal para advogados é pensar em propósito, coerência e autenticidade. É ter em mente que o profissional é uma pessoa, e como toda pessoa, único. Não há um personagem, pois a invenção não se sustenta. Esses são os pontos importantes do personal branding para advogados.

Em outras palavras, tenha em mente que você é o próprio gestor da sua marca pessoal. A maior parte das decisões de compra em relação a determinado serviço se baseia em confiança, sentimento de conexão ou emoções. O que o público sente em relação a você é o que define seu sucesso ou não.

Por isso, pense na construção de sua marca pessoal para advogados como uma estratégia profunda e fundamental. Investigação, definições de valores inegociáveis e profundos (alicerce) e definição de voz, linguagem e identidade visual nortearão suas ações.

3 dicas para colocar em prática sua marca pessoal

O marketing pessoal para advogados é uma ferramenta fundamental para se destacar e posicionar sua personal branding. Para que ele seja bem feito, vamos destacar 3 dicas importantes.

Defina seu propósito

O propósito é a motivação que o leva a definir estratégias de marketing pessoal para advogados. É o ponto de chegada, que contribui para desenhar o caminho até lá. Mas antes de pensar em um propósito para o marketing pessoal jurídico, pense no propósito da sua marca pessoal.

O propósito da marca revela sua ambição pessoal, a alma, a intenção central e os princípios que orientam sua marca. Ele inclui sua visão, sua missão, visão interna e externa, tudo aquilo que serve para dar equilíbrio à sua marca e à sua vida. É sabendo o propósito da marca pessoal para advogados que você consegue construir uma reputação.

Seja você e se veja como uma marca

Sua marca pessoal é a manifestação de quem você realmente é. Qualquer invenção ou personagem que você criar não terá efeito, porque proporcionará uma conexão falsa com seu público-alvo. Isso atrapalharia todas as práticas de marketing, inclusive.

Mergulhe no autoconhecimento e na auto observação para conhecer qual é seu grande diferencial, suas falhas e o que você deve melhorar e explorar na hora da comunicação. Seu cliente deve saber em quem está confiando. Quanto mais transparente, melhor. Assim, você volta seus esforços para aquilo que realmente deseja comunicar e realizar.

E não se esqueça de que você é sua marca. Enalteça o que você faz diferente ou melhor do que a concorrência, se há coerência entre quem você é, o que deseja passar e como se apresenta visualmente e verbalmente.

Construa uma imagem

A imagem que as pessoas têm de você é extremamente importante. Se elas associam sua imagem com dedicado, otimista, inovador e estrategista, há alguma verdade nisso, certo? Porque é sinal de que você representa algo na mente das pessoas.

Em cima disso, pense em qual faceta sua você quer transmitir enquanto advogado. Como acabamos de pontuar, a marca pessoal é a manifestação de quem você realmente é. Então, mostrar algum lado seu é bastante coerente. Isso significa que sua comunicação e projeção ao outro deve ser feita de forma específica, pois não dá pra mostrar tudo ao mesmo tempo.

Assim, escolha suas qualidades mais fortes para transmitir ao público e mostrar qual profissional você é. Dessa forma, atrairá clientes que se conectam diretamente com sua marca pessoal. Certamente, no início da carreira, não se pode negar contratos, pois é preciso construir uma carteira de clientes, networking e adquirir experiência. Mas se mantenha fiel a quem você é para construir sua imagem.

Case de marca pessoal

Você sabia que a marca pessoal do Bill Gates vai muito além da Microsoft? Sem dúvidas, ele liderou sua empresa a uma rápida expansão e ganhou a posição de grande líder da indústria tecnológica. Mas sua maior força é a Fundação Bill and Melinda Gates, que é colocada inclusive como a principal atividade. E por que isso acontece?

Porque é a Fundação, e não a Microsoft, que revela um dos principais valores de Bill Gates: a filantropia. Ele não é somente um homem de negócios revolucionário, mas uma pessoa otimista, filantropa, viajante do mundo e um leitor voraz que compartilha suas leituras no blog Gates Notes.

Sua marca pessoal não está somente nas palavras, mas em suas ações e seus discursos.

Marketing pessoal como parte da rotina

Após pensar em sua marca pessoal para advogados, é preciso traçar as ações para se aproximar do seu público. Dentro da sua estratégia de personal branding, defina as práticas que podem ajudá-lo a se tornar referência no mercado.

É neste contexto que entra o marketing pessoal jurídico. Há diversas ações interessantes que podem ser adotadas. Dentre todas, destacamos o marketing de conteúdo. No blog, você pode oferecer conteúdo relevante para informar e resolver as questões de seu público-alvo. Nas redes sociais, você pode pessoalmente se aproximar dele. São formas de interagir e promover essa conexão pessoal que apontamos.

Veja a seguir 3 dicas para colocar em prática seu marketing pessoal.

3 dicas nada óbvias para colocar em prática seu marketing pessoal

A marca pessoal para advogados traz o fundamento do que será trabalhado no marketing pessoal para advogados. Com a essência bem definida, é hora de definir as melhores ações. Poderíamos falar de participar de eventos (físicos e virtuais) para aumentar o networking, adotar o marketing de conteúdo para construir autoridade  e outras ações essenciais.

Mas tentamos fugir um pouco do óbvio para ampliar seus horizontes no marketing pessoal.

Conheça seu público-alvo

O propósito, como acabamos de ver, se relaciona com sua essência (quem você é, o que entrega e qual o valor da entrega). Essa é uma face do marketing pessoal para advogados. Mas existe outra face tão importante quanto: o conhecimento sobre o público alvo, os clientes reais e potenciais.

Esse é um ponto essencial para o marketing, pois permite que você adeque suas estratégias em direção ao destinatário. Quem é seu cliente ideal? Quais são seus hábitos de vida e de consumo? Quais as principais dores? Investigue a fundo para saber para quem você falará e o que valoriza.

Seja coerente

Você é uma pessoa, e não um personagem. Por isso, o marketing pessoal para advogados refletirá seu propósito, sua reputação, sua marca. Em todos os contatos que você realizar dentro das ações de marketing, pense em manter-se fiel à sua personalidade.

Os posts nas redes sociais, o grande mural do mundo, são ótimas ferramentas para se conectar com o público. São fundamentais nas ações de marketing pessoal, pois ajudam a construir e fortalecer sua marca pessoal. No entanto, se você adota um tom mais descontraído nas redes, mantenha o mesmo tom no e-mail. Mantenha a coerência na comunicação (e pense nela de forma sempre adequada ao público-alvo).

Encante pessoas

Você é um advogado apaixonado pelo que faz? Esse será um elemento importante da sua marca pessoal que pode ser trabalhado no marketing, porque se relaciona diretamente com o impacto que provoca nas pessoas. É o nível de encantamento. As pessoas se sentirão encantadas com você, e é por isso que você deve pensar em um marketing pessoal que trabalhe esse ponto.

Uma boa dica para isso é usar o storytelling em sua comunicação online para gerar valor e transmitir uma imagem genuína. Além de verdadeiro, é algo que prende a atenção.

 

Desenvolver a marca pessoal para advogados é uma estratégia de carreira que antecede a publicidade. Se você ainda não se atentou, pode estar ficando para trás no mercado!

 

Share
No Comments
Add Comment
Name*
Email*
Website